Que entendes por ser feliz em família?

Que entendes por ser feliz em família?

  1. Este poder ser um motivo que perturbe a vida familiar: que entendes por ser feliz em família? Imagine que confundimos a felicidade com o gozo dos bons momentos (sempre fugazes!) de vitórias, diversão e prazer. Não será frustrante consumir a vida na insaciável busca de «coisas boas»? E como será a relação com quem nos rodeia na hora da contrariedade, perante os inevitáveis dissabores do dia-a-dia?
  2. O desafio é cultivar a felicidade plena, de serena paz interior, que gera bem-estar nos outros e resiste à dor e à tristeza dos momentos da tribulação. Mas como se alcança?
  3. Talvez pela via contemplativa, que nos permita saborear e agradecer quanto de bom e belo nos rodeia. Um exemplo ilustrativo: Porque os filhos dão trabalho e trazem preocupações, uma mãe pode passar toda a vida «ansiosa» pelo amanhã: «oxalá fosse já mais crescido…!», dirá. Mas também pode, pela contemplação, «saborear» cada momento presente: o mistério da gravidez, a ternura do bebé ao colo ou a aventura dos seus primeiros passos. E estão a ver como esta diferença afeta a felicidade da vida familiar? Aquela mãe gera ansiedade à sua volta; esta outra partilha o seu contentamento. Dá que pensar, verdade?